Pesquisas indicam que o cenário econômico tende a se estabilizar a curto prazo e apontam tendências desafiadoras para o futuro do mercado automotivo.

Os efeitos da crise econômica no Brasil tem afetado, há alguns anos, o mercado automotivo. Atualmente a situação parece ter chegado aos patamares mais baixos de venda e produção já vivenciados.

Mudanças devem demorar um pouco ainda, chegando gradativamente. A expectativa é que os níveis recordes de venda, vivenciados no passado, somente possam ser atingidos novamente entre os anos de 2023 a 2025, o que é comum num processo de transição econômica.

Mas também servem para deixar o mercado em alerta, aberto para novas estratégias e oportunidades que tendem a surgir.

Neste contexto, existem algumas hipóteses possíveis, onde a adaptação das concessionárias às novas tendências será fundamental para que elas se mantenham competitivas e atuantes neste mercado.

Estas transformações estão relacionadas, na maioria dos casos, às inovações tecnológicas e a um novo perfil de consumidores, que vem se desenhando já há algum tempo.

E tem como base algumas tendências internacionais, que chegam para quebrar paradigmas e impõem mudanças para toda a cadeia.

Tendo como foco o mercado de concessionárias, veja a seguir o impacto de três destas tendências para o setor:

Omni channel é uma obrigação para o mercado automotivo

Até pouco tempo atrás o varejo físico tinha apenas um canal de vendas, que era a loja. Depois, passou a integrar outras variáveis. Criou franquias, venda direta, comércio eletrônico, televendas, redes sociais e outros canais.

A presença onipresente, ou Omni Channel é uma visão evoluída destes conceitos. Porém diferentemente do passado, onde a falta de integração gerou muitos problemas para os varejistas, essa nova tendência surge como uma alternativa para que os erros do passado sejam corrigidos.

No Omni Channel o consumidor utiliza de qualquer canal para comprar um produto de sua preferência. Muitas vezes pode iniciar a compra em uma plataforma e finalizar em outra.

Isso vai exigir das concessionárias uma nova postura com relação a integração dos seus canais de venda.  

Além de passar a encará-los como estruturas únicas e integradas (com ênfase para a sintonia entre os processos de armazenamento, logística, distribuição, entrega e atendimento ao cliente), as concessionárias deverão ter na experiência de compra o alicerce das suas transações.

O grande desafio do mercado automotivo está em agradar um público bem informado, com pressa e cada vez mais crítico com relação a qualidade do seu atendimento.

Os impactos destas transformações vão gerar também uma mudança na forma com que a concessionária lida com os dados de seus clientes, acompanha seus fluxos de venda e ainda se organiza para entregar seus produtos.

Fato que exigirá investimentos em novas tecnologias, pessoas e processos. Tudo com o objetivo de gerar maior engajamento e proporcionar uma experiência de compra marcante para o seu consumidor.

Buscar a excelência na transição entre a experiência on-line e off-line é o caminho

A busca pela satisfação e pela fidelização do cliente tem colocado a experiência de compra como um dos aspectos mais relevantes na conquista destes objetivos.

Isso tem levado o mercado automotivo, em especial as concessionárias com visão de futuro, a se dedicarem em levar o consumidor a interagir com suas marcas e produtos, trazendo-os da plataforma digital para viverem experiências reais no ponto de venda.

Para isso, elas tem direcionado suas rotinas, canais de venda, programas e outras ações para estudar seus consumidores e assim promover o maior engajamento entre eles.

Partindo deste princípio, estudar o perfil deste consumidor – que hoje é digital – seus novos hábitos de compra, suas necessidades e como eles se se relacionam com as marcas, tendem a ser caminhos cada vez mais necessários para trazer o consumidor para perto e converter estes dados em vendas.

Levando em conta a fusão das plataformas on-line e off-line e os diferentes canais de um varejo, que hoje é multiformato, conquistar a preferência do consumidor se tornou ainda mais desafiador.

Isso porque o varejo não apenas está lidando com perfis diferentes, em lojas também diferentes de uma mesma rede, mas ainda, com o mesmo consumidor em canais diferentes.

Para manter a rentabilidade neste ambiente, caberá às concessionárias entenderem os estágios de compra da nova jornada deste público, mantendo seu foco na excelência do seu atendimento seja qual for o canal ou o ponto de contato estabelecido com seu cliente.

O consumidor pedirá por mais conectividade, dentro dos veículos e nas concessionárias

A internet das coisas mudou a forma com que os consumidores lidam com marcas. Se antes ele dependia da loja física para chegar até o produto de sua escolha, a realidade hoje mudou completamente.

Prova disso é a queda no número médio de visitas às concessionárias antes da compra de um novo veículo, que passou de 7 para 2 visitas. Certamente porque essa busca o cliente já fez on-line.

Mais que desafios, o universo digital abrirá cada vez mais pontos possíveis de contato com os clientes. E ancorados neles é que o mercado automotivo conquistará novas formas de se engajar com seu target, de qualquer lugar e a qualquer momento. Inclusive dentro dos carros.

Exemplos da aplicação destas tecnologias estão nos carros conectados e nas telas interativas, que prometem sacudir o mercado.

A conectividade utilizada dentro dos carros promete ir muito longe, partindo da simples identificação e aviso sobre objetos no caminho, até opções de entretenimento digital que darão assistência virtual aos motoristas.

Já as telas interativas terão como alvo o ponto de venda das concessionárias. As possibilidades são diversas, como uso de equipamentos touchscreen para substituir ou complementar departamentos, vitrines e estoques virtuais que facilitarão o acesso aos produtos e outras novidades que darão início a uma nova era para as concessionárias.

Muitas destas tendências já são realidade em diversos segmentos do varejo. Concessionárias automatizadas e preocupadas com um futuro sustentável devem ficar atentas a elas e se preparar para esta revolução que se apresenta repleta de oportunidades.

Caberá a cada elo desta cadeia aproveitá-la da melhor maneira.

Quer começar a mudar a gestão de sua concessionária?

Solicite o agendamento de uma consultoria demonstrativa grátis do SancesTurbo DMS.

Experimente Grátis!