O controle de estoque de peças em uma concessionária tornou-se uma atividade complexa, que exige informações precisas e a proximidade entre toda a cadeia automotiva.

O controle de estoque é essencial, e uma das questões que mais recebe atenção nas empresas que vendem produtos ou utilizam materiais na prestação de serviços.

Se tratando do setor de peças de uma concessionária, este processo torna-se um diferencial competitivo muito grande.

Saber as peças que entram e saem do estoque, quais delas são mais vendidas, quais delas estão paradas e quando será preciso repor esses equipamentos são algumas tarefas que podem trazer muitas vantagens para uma concessionária.

Por outro lado, uma gestão pouco eficiente deste setor faz com que toda a cadeia automotiva saia perdendo. Neste caso, a montadora, a própria concessionária e o cliente insatisfeito, que passará mais tempo esperando pelo reparo no seu veículo.

A fim de certificar um cenário positivo, reunimos algumas dicas que você poderá usar para economizar dinheiro, fazendo o controle de estoque de peças na sua concessionária.

Fique de olho no mercado e na demanda futura das peças de reposição

Estatísticas da empresa Mike Nicholes Inc., obtidas em anos de atuação e milhares de concessionárias atendidas em quatro continentes, mostraram que o mix dos itens no estoque está em grande parte errado, as concessionárias têm estoque em excesso e que boa parte destes estoques já estão tecnicamente obsoletos.

Essas constatações mostram que muitas concessionárias podem estar perdendo muito dinheiro com estratégias mal sucedidas no controle de estoque de peças em seus negócios.

Para não entrar para estas estatísticas, é recomendado que o concessionário tenha como alvo a demanda futura dos produtos, e não apenas a tradicional demanda baseada em histórico de vendas.

Para isso, é importante acompanhar o mercado, para saber quais são os veículos que estão precisando de reparos hoje e quais precisarão nos próximos anos.

Fora isso é necessário que o concessionário crie uma rotina para a reposição do seu estoque de peças, considerando objetivos diversos e relevantes a ele – como por exemplo sua rentabilidade, padrões de atendimento, etc – e o comportamento da própria demanda, ou seja, se é crescente, estável ou ainda decrescente.

Vença os desafios de uma produção on-demand para acertar no controle de estoque de peças

Há algum tempo atrás os pedidos de compras feitos pelas concessionárias eram quinzenais ou até mesmo mensais, enquanto o lead-time era de 10 a 14 dias e a produção do pedido levava de 2 a 3 dias.

Hoje a dinâmica é bem diferente. Os pedidos são diários ou semanais e as entregas muito mais rápidas e o pedido produzido em poucas horas.

Com essas mudanças e uma produção que agora é on-demand, é primordial que o concessionário consiga ter uma visão dos estoques e da demanda total de forma consistente e precisa.

E isso só é possível quando toda a cadeia está intimamente interligada, e não apenas nos processos, mas também no compartilhamento de informações estratégicas.

Neste cenário, o treinamento de toda a rede e a utilização correta das ferramentas de tecnologia da informação são essenciais no processo, e decisivas para ampliar a rentabilidade entre todos os envolvidos.

Controle o estoque de peças cuidando também do armazenamento físico

Organização, as condições do acondicionamento das peças, estratégias de identificação e endereçamento correto dos itens, limpeza e preservação são recursos que também pontuam na hora de economizar com o controle de estoques.

Afinal, otimizar o tempo, melhora a produtividade e consequentemente impacta positivamente no orçamento de uma empresa.

Como recomendação, sua concessionária pode fazer uso de técnicas simples de vendas, como a curva ABC para o controle de estoque de peças, deixando mais a mão os itens de maior giro.

Você pode ainda montar uma área de atendimento rápido, a exemplo dos supermercados, separando as prateleiras por categoria de produtos. Coisas simples, porém que funcionam.

Ao pensar no seu estoque, lembre-se que é mais interessante estocar uma variedade de peças, mas com menor quantidade de cada item, para equilibrar a equação custo-benefício.

Atualmente, com a utilização de softwares avançados, como os sistemas DMS para concessionária, essas tarefas ficaram muito mais precisas e facilmente controláveis, contribuindo para que sua empresa mantenha estoques mínimos com ressuprimentos constantes.

Use a tecnologia a favor da modernização dos processos

Modernizar processos pensando na otimização do controle de estoque de peças é essencial nos dias de hoje.

Assim como a utilização de softwares avançados de gestão, atualizados, homologados pelas montadoras e que mantenham informações absolutamente confiáveis para uma tomada de decisão.

A utilização de sistemas deste porte, como é o caso do SANCES Turbo, permitem a obtenção de inúmeras vantagens, entre elas, a adequação dos investimentos com o estoque, evitam a obsolência e as faltas de peças no estoque, equilibram a frequência de compra, facilitam os controles financeiros, permitindo inclusive a entrada de notas de peças sem digitação e a atualização automática de preços na entrada de notas ou via arquivos de integração e muitas outras vantagens.

Como você pode ver, para um eficiente controle de estoque de peças, há muitos caminhos interessantes. Avalie aquele que melhor se adequa ao seu mercado e economize dinheiro com este setor para ampliar as margens da sua concessionária.

Quer começar a mudar a gestão de sua concessionária?

Solicite o agendamento de uma consultoria demonstrativa grátis do SancesTurbo DMS.

Experimente Grátis!